Secretário de Nova Iguaçu fiscaliza trânsito e impede circulação de caminhões antes das 10h

Um caminhão-baú de pequeno porte foi rebocado na Rua Venina Correia Torres
Seis veículos multados e um rebocado no primeiro dia do novo trânsito em Nova Iguaçu

NOVA IGUAÇU - Começou a valer nesta segunda-feira (26-08) a aplicação do Decreto que disciplina o transporte de veículos de carga na região central de Nova Iguaçu, em horários de pico. Caminhões, carretas, caminhonetes ou qualquer outro tipo de utilitário para transporte de carga estão proibidos de circular entre 7h e 10h e 17h e 20h, de segunda à sexta-feira, nas Avenidas Marechal Floriano Peixoto e Governador Roberto Silveira, além das ruas Professor Paris, Oscar Soares (antiga Plínio Casado), Antônio Rabelo Guimarães, Coronel Francisco Soares, Frutuoso Rangel, Dr. Athaide Pimenta de Morais e Iracema Soares Pereira Junqueira.

O secretário municipal de Transportes, Trânsito e Mobilidade Urbana, Rubens Borborema, acompanhou a operação, que começou às 6h30 e terminou às 10h. Dos cerca de cem motoristas abordados em todos os pontos de bloqueio, durante a operação, apenas um veículo foi rebocado e seis outros multados.

“Felizmente, a operação foi um sucesso. Isso significa dizer que praticamente a totalidade dos motoristas acataram a determinação de não fazer operação de carga e descarga no horário de pico”, festejou o secretário, que volta nesta terça-feira às ruas para continuar a repressão. “As operações serão diárias”, anunciou.

Às 6h20, o secretário Rubens Borborema e o subsecretário Carlos Augusto Mello já estavam na Avenida Governador Roberto Silveira, próximo ao Top Shopping, com uma equipe orientando os motoristas de caminhões que circulavam pela via. Rubens Borborema explicou que 30 agentes e oito viaturas participaram da operação, que contou com 11 pontos de bloqueio de veículos de cargas.

“Colocamos 16 placas nos principais pontos da cidade, como Via Light e Avenida Governador Roberto Silveira, alertando os motoristas sobre a proibição. A receptividade está sendo boia, mas quem não obedecer à lei será multado. A operação será feita diariamente e esperamos colher bons resultados”, avaliou Borborema, que espera melhorar em até 10% a fluidez do trânsito com as medidas adotadas.


Secretário Rubens Borborema e subsecretário
Carlos Augusto orientaram motoristas
O primeiro veículo abordado pelo secretário e agentes foi um caminhão da Volkswagen, cor vermelha, placa CQQ – 9092, na altura do Top Shopping, às 6h50. O motorista foi orientado a entrar na Rua José Ferreira e sair da área de proibição, retornando apenas depois das 10h. Até às 7h50, pelo menos 20 veículos foram abordados.

Secretário Rubens Borborema e subsecretário
Carlos Augusto orientaram motoristas

Caminhão estacionado irregularmente
em cima da calçada: motorista foi advertido
O secretário percorreu ainda a Avenida Governador Portela e encontrou dois caminhões descarregando refrigerantes e leite para um supermercado. Os motoristas foram advertidos que seriam multados se continuassem com a operação. Eles pararam o trabalho e retiraram os veículos do local.

Ainda na Avenida Governador Portela, um outro caminhão de descarga estava parado em cima da calçada, próximo à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), mas o motorista ouviu a orientação de um agente e saiu de cima da calçada e da área central. Às 9h30, na Rua Professora Venina Correia Torres, um caminhão-baú, branco, foi rebocado por estacionar em área proibida para carga e descarga e fora do horário permitido. Como o motorista não estava no local, o veículo foi rebocado.

Rubens Borborema destacou que a proibição de caminhões no Centro da cidade é apenas um das medidas que a Secretaria está implantando para melhorar o trânsito. “Pretendemos, se necessário, mudar pontos de ônibus; criar faixas especiais; implantar operações no trânsito com agentes e reboques e colocar painéis nas principais vias com diversas informações dobre o trânsito”, concluiu o secretário.


Empresários apoiaram a medida
Borborema mostra para os empresários o novo esquema de trânsito de Nova Iguaçu

A proibição do tráfego de veículos de cargas em horários de pico, no centro comercial de Nova Iguaçu, ganhou apoio dos lojistas da cidade. Eles foram comunicados oficialmente sobre a decisão do governo na tarde de sexta-feira (23), durante encontro que o secretário municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade, Rubens Borborema, manteve com os principais líderes empresariais da região.

“Não resta dúvida: é no centro comercial que fica o ponto nevrálgico do trânsito. Por isso mesmo, a gente se sente muito feliz com a iniciativa do prefeito Nelson Bornier. É preciso dar comodidade e conforto aos consumidores que chegam à nossa cidade”, observou o presidente do Clube de Diretores Lojistas (CDL), Cláudio Rosemberg, para quem Nova Iguaçu vai ganhar muito se conseguir desatar o nó cego do trânsito. “É tudo uma questão de adequação”, observou.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial (Acini), Antônio Alpino, toda mudança pode gerar certo desconforto, no início. Mas, segundo comentou, o comércio, certamente, vai se adequar perfeitamente ao novo horário de carga e descarga.

“Já estava na hora de se tomar uma medida como esta. Até porque, hoje, o Centro de Nova Iguaçu está intransitável. É um primeiro passo e cabe a nós, como entidade de classe, levar essa notícia aos nossos associados e defender os interesses da cidade”, disse.

Presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sincovani), Uéliton Pessanha, o coronel, elogiou “a humildade” do governo, sobretudo do prefeito Nelson Bornier, ao enviar o seu secretário de Transporte para conversar com os empresários da cidade.

“O secretário Borborema mostrou que é inteligente e capacitado para o cargo que acaba de assumir. Com esta nova medida, está nascendo um grande clarão na escuridão do trânsito no centro comercial, que, completamente engasgado, precisa de medidas urgentes e objetivas. Acho que o pontapé foi dado”, apoiou.

“O encontro com os empresários foi muito bom. Eles se mostraram receptivos e amigáveis à iniciativa do governo. A gente espera com isso que o nosso trabalho renda frutos no sentido de melhorar o trânsito da cidade. É a primeira medida que estamos tomando, outras estão por vir. Mas, o apoio do setor empresarial é fundamental nessa primeira etapa”, disse o secretário Borborema.




Via PMNI
Fotos Alziro Xavier



1 comentários :

Concordo com todas as medidas para melhorar o trânsito caótico de Nova Iguaçú, porem não posso concordar, com a proibição da Fiorino porque tenho que levar minha esposa para tratamento de saúde no centro.

24 de outubro de 2013 19:43 comment-delete

Postar um comentário