NOVA IGUAÇU - Para comemorar o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, a Secretaria de Assistência Social de Nova Iguaçu (SEMAS) promoveu, na última sexta-feira (25.07), uma festa, com direito a palestras, depoimentos e apresentações artísticas. A data foi celebrada no Espaço Municipal da Terceira Idade de Nova Iguaçu (Esmuti), no Bairro da Luz. Participaram do encontro integrantes do poder público e da sociedade civil. 

A secretária da SEMAS, Cristina Quaresma, vê a data como um marco importante na luta pela defesa dos direitos da mulher negra. “As mulheres negras são guerreiras e o governo Nelson Bornier faz questão de levantar a bandeira da luta contra o racismo. Qualquer discriminação gera violência. A cor da pele não significa nada, ela é apenas a cor da pele”, enfatizou Quaresma, que se emocionou muito durante os depoimentos.

O vereador Henrique Neves (PCdoB) voltou no tempo e fez uma relevante análise da história, destacando os avanços da participação da mulher negra na sociedade, a importância dela em todos os segmentos e as perspectivas futuras. “A mulher negra veio ao Brasil para ser usada e abusada. As funções designadas a elas foram as de lavar, passar e cozinhar. A página foi virada e, hoje, elas têm acesso à universidade e ao mercado de trabalho. A mulher negra tem que viver em destaque e não às margens da sociedade. Sou o único vereador negro e um grande defensor de que o homem não vive sem a mulher. Vamos colocar nosso potencial em prática”, destacou Henrique Neves.

O ator Macedo Griot interpretou o poema “Que história é essa, mulher?” e a atriz Silvia Regina o poema “Banco de Réus”. A bailarina Vanessa Ferreira e a cantora contemporânea Andréia Café animaram a festa e colocaram a mulherada para dançar.

O evento é uma realização da SEMAS, através das Coordenadorias de Políticas para Mulheres, Igualdade Social e Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT), em parceria com a Ong Aganin Direitos Humanos, dos promotores de eventos Neno Ferreira e Marisa Justino. A coordenadora de Políticas para Mulheres, Patrícia Xavier, explicou que a ideia é sempre promover eventos que divulguem os direitos dos cidadãos. “A sociedade está avançando. As dificuldades ainda existem, mas o trabalho para fortalecer as políticas públicas e elevar a autoestima de todas as mulheres irá continuar no governo Bornier”, garantiu Patrícia.

A aposentada na área da Educação e líder da comunidade de Lagoinha, Jení dos Santos, 62, foi uma das homenageadas durante a comemoração do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Em seu discurso, Jení disse ser contra cota para negros e declarou estar orgulhosa dos avanços da sociedade. “A cota é a afirmação de que o negro é incapaz. Brigo para que as autoridades olhem por nós. E o prefeito Nelson Bornier é um parceiro, que prioriza saúde e educação, o que nos dá condições para lutarmos igualmente”, agradeceu emocionada.

Patrícia Xavier aproveitou a oportunidade para divulgar a caminha “Em briga de Marido e Mulher, Nova Iguaçu mete a colher!”, em comemoração a sanção da lei Maria da Penha. O evento, que tem como objetivo romper a violência contra mulher, acontecerá no dia 7 de agosto, às 9h. A concentração será no pátio da Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu e o final da caminhada será na Praça Rui Barbosa, no Centro.



Via PMNI
29/07/2014
NOVA IGUAÇU - Celeiro de atletas olímpicos, como o judoca Sebastian Pereira, o levantador de peso Bruno Laporte e a jogadora da seleção brasileira de handebol Lucila Vianna, entre outros.

A cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, terá este ano mais uma representante em competição mundial.

Moradora no bairro do Ambaí, a jovem levantadora de peso Emily Rosa, de apenas 16 anos, já está de malas prontas para seguir viagem, neste sábado (2), até Nanquim, na China. Ela disputará entre 16 e 21 de agosto, a segunda edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, de olhos bem abertos na medalha de ouro para a categoria sub-17. Levanta também a esperança de conquistar uma vaga nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

“Somos uma cidade com tradição olímpica”, lembra o prefeito Nelson Bornier. Grande incentivador da atleta, ele anunciou “total apoio” para que Emily possa brilhar numa das maiores competições multiesportiva e cultural, que acontecerá do outro lado do mundo.

“Vemos a luta incansável dos pais de Emily para manter o sonho olímpico desta grande jovem iguaçuana, orgulho de nossa cidade. Além do mais, entendemos que o esporte é uma oportunidade ímpar para oportunizar o crescimento das nossas crianças e adolescentes. Por isso mesmo, não poderíamos deixar de dar também a nossa contribuição. Emily ainda vai nos proporcionar muitas alegrias; é só esperar”, profetiza Bornier, que recebe hoje (30), pela manhã, a levantadora de peso em seu gabinete.

Atleta do projeto Marinha/Odebrecht, desenvolvido pelo Centro de Educação Física Almirante Adalberto Pereira Nunes (Cefan), Emily, de apenas 1,48m e 46kg, conquistou o direito de ser a única brasileira classificada para Nanquin, na sua categoria e modalidade, ao arrebatar, em maio, em Lima, no Peru, os títulos de campeã Sul-Americana e vice-campeã Pan-Americana Juvenil (sub-17). Ela competiu no arranco e também arremesso, quando ergueu 82kg e 78kg, respectivamente.

“Emily é muito disciplinada para qualquer coisa que faça. Gosta muito de treinar, tem uma força física muito boa para seu peso corporal e qualidades ideais para brilhar na sua modalidade”, elogia o tenente Carlos Aveiro, seu orientador no Cefan, onde a atleta treina sete horas diárias, há três anos.



VIDA DE SUPERAÇÃO – O esporte, sobretudo o levantamento de peso, corre como sangue nas veias da família Rosa Figueiredo. Sua irmã, Natasha Rosa, é campeã brasileira e medalha de bronze no Sul e Pan-Americano, no México. A prima, Tainara Figueiredo, também conquistou o vice-campeonato sul-americano, este ano, no Peru.

Aluna do 2º ano do Ensino Médio na Escola Estadual Area Leão, no bairro da Posse, Emily Rosa é um exemplo de vida e de superação. Filha de um técnico de fibra ótica e de uma costureira, ela pratica esporte desde os seis anos de idade, quando começou na ginástica olímpica, no Sesc de Nova Iguaçu.

“Tenho muito orgulho da minha filha. Ela, com certeza, vai alcançar o sonho de ser um dia reconhecida no mundo como uma grande atleta olímpica. Pra ela, não há tempo ruim, acorda cedo, se dedica de corpo e alma por esta causa e vai à luta”, testemunha Lucilene Rosa da Silva, 39 anos.

Atualmente, Emily está entre as cinco melhores levantadoras de peso do mundo, na modalidade sub-17, categoria até 48kg. É ainda recordista brasileira e, mesmo com apenas de 16 anos, se destaca ainda entre as dez melhores do Brasil, também no naipe adulto. É da mesma forma a segunda melhor do País na categoria juvenil, até 20 anos.

“É uma atleta em estágio de ascensão permanente”, atesta o tenente Aveiro.

Mas, para chegar ao estágio atual, a levantadora iguaçuana teve que superar obstáculos bem mais pesados, como a falta de patrocínio por um bom período de sua carreira.

O SONHO É CHEGAR A OLIMPÍDA DE 2016 - “Comecei no esporte, ainda pequeninha, praticando ginástica olímpica no Sesc de Nova Iguaçu. Depois, passei pelo Flamengo e Vasco da Gama. Sem incentivos, abandonei a ginástica e parti para os saltos ornamentais pela Associação Peneira Olímpica de Esportes (APOE), onde fiquei durante um ano”, conta a atleta, que sai de casa, diariamente, às 5h20, para treinar no Cefan, e só retorna por volta de 23h, depois das aulas no Area Leão.

“A Emily tem coordenação muito afinada, devido ao trabalho que ela fez na ginástica olímpica durante seis anos de sua vida, ou seja, até os 12 anos. Isso trouxe uma carga de coordenação muito boa pra ela, que absorveu a questão técnica do levantamento de peso muito facilmente, exatamente por conta da ginástica e experiência nos saltos ornamentais”, diagnostica o tenente Aveiro, um dos mais entusiasmado com a performance da atleta.

Emily faz parte de um grupo de 18 atletas do projeto Marinha/Odebrecht que está sendo preparado para representar futuramente a Marinha nos esportes olímpicos.

“O esporte é a minha vida e a grande oportunidade de ir à China é a também a conquista de um sonho que acalento desde que iniciei a minha carreira, no levantamento de peso. Eu sabia que tinha potencial para disputar um torneio internacional desta natureza, razão pela qual passei a me dedicar de corpo e alma para provar a mim mesma que sou capaz. E, se Deus quiser, também estarei nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro”, promete a atleta.



Via PMNI
29/07/2014
NOVA IGUAÇU - O Nova Iguaçu se prepara desde o início de junho para o início da Copa Rio, no dia 27 de agosto. Com a chegada do técnico Marcelo Sales e de uma nova comissão técnica, os jogadores têm suado bastante nos treinamentos visando a estreia contra o America. Velho conhecido da torcida, o goleiro Jefferson afirma que o longo período de treinos vai ajudar a equipe na competição.

"Os treinos estão sendo bem proveitosos. Estamos a um mês da estreia, e o fato de ter iniciado a preparação antes, nos coloca em um estado bem avançado hoje", disse.

Apesar de mostrar confiança, Jefferson sabe que a Copa Rio reserva surpresas. Nenhum campeão se repetiu nos últimos quatro anos, o que mostra o equilíbrio da competição. "É uma competição difícil, nem sempre quem começa como favorito termina na frente", opinou.

Campeão em 2012, Jefferson afirma que a equipe está focada em conquistar novamente a Copa Rio. Para isso diz contar com a força da torcida do Nova Iguaçu. "Estamos nos preparando com muita dedicação, temos uma boa base formada do estadual que foi aprovada e elogiada por muitos. Com o apoio dos torcedores, tenho certeza que terminaremos com o tricampeonato para o clube".




Via SRZD
29/07/2014
NOVA IGUAÇU - Juracy Alves Prudêncio, o Jura, ex-cabo da Polícia Militar (PM), foi condenado pela Justiça na manhã de ontem a 22 anos de reclusão pela morte de Paulo Ricardo Soares da Silva, em agosto de 2007, em Nova Iguaçu. Ele era o líder de uma quadrilha de milicianos que atuava em Nova Iguaçu e parte de Queimados, Duque de Caxias e São João de Meriti. Em 2010, Jura havia sido condenado a quatro anos e oito meses de prisão pelo crime de associação criminosa armada.

Paulo Ricardo foi uma das muitas vítimas dos milicianos, morto à luz do dia, com tiros na cabeça, no tórax e no abdômen. A quadrilha conhecida como o "Bonde do Jura", era formada por cerca de 70 pessoas, incluindo civis e policiais militares, de acordo com relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instaurada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) para investigar a ação das milícias.

Exploravam na região a venda de gás, água e sinal clandestino de TV a cabo. Além disso, cobravam taxas de motoristas de van e moto-táxis, bem como exigiam o pagamento de "taxa de segurança". Os integrantes atuavam armados, ameaçando comerciantes e moradores, com o objetivo de forçar o pagamento das taxas.

O processo finalizado ontem é originário da Comarca de Nova Iguaçu, mas foi transferido para a capital do estado para evitar que o poder intimidatório que o acusado exerce na Baixada Fluminense influenciasse no ânimo dos jurados.



Via Jornal de Hoje
29/07/2014
NOVA IGUAÇU - O choque entre um ônibus da Viação Flores e uma van do transporte alternativo, que faz a linha Nova Iguaçu-Vila Magalhães, na manhã de ontem, deixou duas pessoas feridas sem gravidades. Segundo testemunhas, o acidente, no cruzamento das ruas Governador Portela com Capitão Chaves, no Centro de Nova Iguaçu, pode ter sido causado pelo sinal de trânsito do cruzamento da Capitão Chaves, que está com defeito há mais de duas semanas.

No acidente uma passageira do ônibus identificada como Sílvia de Lima Alves e o motorista da van Francisco Vagner da Silva, de 39 anos, ficaram feridos e foram socorridos por uma equipe do Grupamento de Bombeiro Militar (4º GBM). O caso foi registrado na 52ª DP (Nova Iguaçu).



A Prefeitura de Nova Iguaçu informou que os fatos aconteceram pois, antes da colisão entre o ônibus e van, um primeiro acidente aconteceu, quando um ônibus bateu na caixa de máquina que opera o sinal. Por isso, o sinal apagou.

Não é verdade a informação que o mesmo estava com defeitos há mais de duas semanas. A Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Nova Iguaçu atua regularmente na região, que é central e recebe um grande fluxo de veículos todos os dias. 





Via Jornal Hora H
Por Ivan Teixeira
29/07/2014
Luan Aurelio e Antonio Kesio foram presos por policiais do Batalhão de Mesquita
NOVA IGUAÇU - Dois homens foram presos na madrugada da última sexta-feira, acusados de promoverem uma onda de assaltos em Nova Iguaçu. Durante patrulhamento ostensivo no bairro Vila de Cava, no terceiro distrito, policiais militares do 20º BPM (Mesquita) tiveram atenção voltada para dois ocupantes de um Renoult Duster, cor preta, com placa KPJ7346 RJ, roubado. A guarnição formada pelo tenente Andrade, sargento C. Alberto e soldado Andre, da 3º Companhia, resolveu abordar os suspeitos, que foram identificados como Luan Aurélio Casemiro Guimarães, de 22 anos, conhecido como Magrinho, que ja possui 5 anotações criminais, e seria gerente da favela BA, no bairro Almerinda, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. E Antônio Kesio Damasceno, 20, o Ceará, apontado pelos agentes como vapor do Morro do Salgueiro.

Dupla assume as ações criminosas

Os dois assumiram que roubavam carros na baixada e em Niterói e revendiam por 2 mil reais para serem clonados, eles são suspeitos de praticarem outros assaltos na área citadas. O caso foi encaminhado para a 58º DP, onde foram autuados por receptação.


Via Jornal Hora H
Por Ivan Teixeira
29/07/2014
NOVA IGUAÇU - O III Tribunal do Júri do Rio de Janeiro condenou o ex-cabo da Polícia Militar Juracy Alves Prudêncio, o Jura, líder de uma quadrilha de milicianos conhecida como Bonde do Jura, que atuava na Baixada Fluminense, a 22 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima).

Segundo o Ministério Público, Jura é responsável pela morte de Ricardo Soares da Silva, no dia 27 de agosto de 2007, em Nova Iguaçu, onde a vítima foi executada à luz do dia com diversos tiros na cabeça e tórax.

Segundo relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a milícia tinha 70 membros, inclusive policiais civis e militares, e explorava venda de gás, água e sinal de TV a cabo. Eles ainda cobravam taxas de motoristas de van e mototáxis, além de uma “taxa de segurança” de comerciantes e moradores.

O processo teve origem na comarca de Nova Iguaçu, onde atuava a milícia, mas foi remetido à capital para evitar que a milícia, que tem influência na região, intimidasse os jurados. Jura já havia sido condenado a quatro anos e oito meses de prisão pelo crime de associação criminosa armada.



Via Jornal do Brasil
28/07/2014
NOVA IGUAÇU - No dia 30 de julho, quarta-feira, às 18h30, a praça de eventos do TopShopping será palco de várias apresentações de dança! O espetáculo será coordenado pela bailarina Tereza Petsold e contará com a participação dos alunos do Studio de Dança Valéria Brito, Academia de Artes Josias Nascimento, Studio de Dança Ana Lúcia Oliveira e Academia Tereza Petsold. A entrada é gratuita!



Via Divulgação
28/07/2014
NOVA IGUAÇU - O fim de semana foi de festa para os moradores de Jardim Roma, em Nova Iguaçu. Nem mesmo o frio e o tempo chuvoso foram capazes de afastar a população que foi conhecer a Clínica da Família, inaugurada no último sábado (26) pelo prefeito Nelson Bornier e pelo secretário de Saúde Luiz Antônio Teixeira Júnior. A unidade faz parte da segunda etapa do Programa Nova Saúde Iguaçu e é a quarta a ser entregue em um total de 19 que ficarão prontas até o fim do ano.

O prefeito lembrou que este novo modelo de clínica, com capacidade para realizar dois mil atendimentos por mês em clínica médica, pediatria, ginecologia e odontologia, ajudará a desafogar o Hospital Geral de Nova Iguaçu.

“O Hospital da Posse, infelizmente, não cuida só da população da nossa cidade. Ele é regional, cuida de todos os municípios da Baixada Fluminense, dos acidentados em todas as rodovias que cortam a região. Não é fácil cuidar de quatro milhões de pessoas na Baixada e mais tudo isso. Por este motivo, estamos investindo R$ 26 milhões na construção de todas estas unidades, com isso vamos diminuir a demanda no hospital e qualificar ainda mais o atendimento na área da saúde”, explicou Bornier.

O secretário municipal de Saúde relembrou as inaugurações das Clínicas da Família da Cerâmica e de Corumbá, além da Clínica da Família 24 Horas Arquiteta Patrícia Marinho, inaugurada na última semana no bairro Jardim Paraíso, e da reabertura da Maternidade Mariana Bulhões.

“Mais de 2.800 crianças que antes não tinham o direito de nascer em Nova Iguaçu, já nasceram na nossa maternidade. Em pouco tempo reabrimos a Policlínica Dom Walmor, inauguramos a nova emergência e a nova pediatria do Hospital da Posse e, nos próximos meses, vamos inaugurar a UPA de Comendador Soares. Conseguimos em pouco tempo mudar a realidade da saúde de Nova Iguaçu”, comemorou Luiz Antônio Teixeira Júnior.

Também participaram da inauguração secretários municipais de outras áreas e os vereadores Alcemir Gomes, Giane Jura, Artur Legal, Marcelinho das Crianças, Neizinho Irmão, Renato do Mercado, Marcelo Nozinho, Carlão Chambarelli e Dr. Cacau.

VILA BETH GANHA 14 RUAS


A secretária de Obras e Serviços Públicos de Nova Iguaçu, Carla Neves, anunciou, durante a inauguração da Clínica da Família de Jardim Roma, o início das obras em 14 ruas do bairro Vila Beth, totalizando 2.682,80 km. Segundo o prefeito Nelson Bornier, a prefeitura e o Governo do Estado estão realizando obras de infraestrura - saneamento, drenagem, asfalto, calçadas e iluminação pública - em 570 ruas de 37 bairros. Na Vila Beth, serão beneficiadas as ruas: Beth, Vanessa, Horizonte Azul, Axel Humberto, Nelson dos Santos, Irene santos, Vivendas do Couto, Antenor Couto, Est. da Paca (trecho), Trav Elza Ribeiro, Sem nome, Fernando Brigagão, Trav Fernando e Trav Horizonte Azul.




Via PMNI
28/07/2014
NOVA IGUAÇU - Acidente aconteceu por volta das 8h30 desta segunda (28).
Corpo de Bombeiros foi acionado.

Uma van e um ônibus bateram no cruzamento da Travessa Chaves e da Rua Governador Portela na cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, por volta das 8h30 desta segunda-feira (28). Duas pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Eles foram identificados como Silvia de L. Alves, de 35 anos, e Francisco Wagner, de 38.

Policiais do 20º BPM (Mesquita) acompanharam a atuação dos Bombeiros. De acordo com a PM, Francisco era o motorista da van e Silvia, uma passageira do coletivo. Não há informações sobre o estado de saúde de ambos. Ainda conforme a PM, os veículos bateram de frente.


Via G1
28/07/2014