“Quero meu filho vivo ou morto”, diz mãe de jogador do Fluminense desaparecido

NOVA IGUAÇU - Em entrevista ao Balanço Geral RJ, Simone Oliveira Domingues fez um apelo para que seja revelado o paradeiro do filho Gabriel Costa, de 18 anos, que desapareceu na última quinta-feira (16) no Rio de Janeiro. Ela conta que o jovem, que jogava futebol das categorias de base do Fluminense, era muito querido na região onde morava em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e não tinha inimigos.
— Estamos sentindo muita falta dele. Ele era muito presente em nossas vidas, enchia a casa. Peço pelo amor de Deus que devolvam o meu filho, vivo ou morto, para eu poder ter paz em meu coração.
Segundo Simone, a polícia ainda não encontrou pistas concretas sobre a localização de Gabriel. A população pode ajudar com informações cedidas ao Disque-Denúncia (2253-1177), com garantia de anonimato.
Gabriel Costa começou a carreira no Fluminense aos 9 anos e era considerado um atleta com bom potencial. No entanto, as constantes faltas a treinos estariam atrapalhando o desenvolvimento.
A mãe diz que os boatos sobre o envolvimento dele com drogas são falsos.
— Estão falando muita coisa que não existe. Ele nunca usou nenhuma droga, boto minha mão no fogo. Ele só gostava de tomar a cervejinha dele, sempre na porta de casa. Ele não estava envolvido com coisas erradas. O caso está sendo apurado pela Delegacia de Comendador Soares (56ª DP).


Assista o Vídeo:
 
Via R7



0 comentários :

Postar um comentário